O MAIOR DOS DIAS DA AVIAÇÃO – ÚLTIMA PARTE

Em 2016 completam-se 25 anos da Operação Solomon. Neste quarto de século decorrido, estes imigrantes vem sendo gradativamente  integrados a sociedade israelense, fazendo parte da vida religiosa, política e até  militar do país. É verdade  que o ritmo de absorção dos mesmos ainda está longe do ideal, e que existem problema sociais em curso, isto não pode ser negado. Mas os israelenses tem uma longa tradição de receber e absorver imigrantes, tendo o país sido formado por judeus oriundos do mundo todo, integrando-os inobstante as diferenças linguísticas e culturais, e desta vez não será diferente.

A entrada do Centro de Absorção de Refugiados em Mevaseret Zion, 2010

A entrada do Centro de Absorção de Refugiados em Mevaseret Zion, 2010

São estes desafios e a busca de soluções para os mesmos que tornam a sociedade israelense vibrante e criativa. A verdade é que uma pequenina  semente foi lançada naqueles dias de maio de 1991 e está germinando. Oxalá os atuais governos europeus tivessem o mesmo espírito de boa vontade com os refugiados do Oriente Médio.

O maior legado da Operação Solomon: a convivência.

                      O maior legado da Operação Solomon: a convivência.

Por maiores que sejam os problemas apontados na absorção destas milhares de pessoas, eles nem de longe se aproximam do custo moral que teria sido imposto ao se omitir diante da situação de pobreza e perigo de vida a que estas pessoas estariam submetidas na Etiópia. Israel não é um país extremamente rico, mas diante das circunstâncias  fez o que podia para ajudar pessoas que, embora não tivessem nascido dentro de suas fronteiras, guardaram os mesmos valores, tradições e aspectos culturais por mais de 3.000 anos.

Cidadania plena: integradas ao Exército de Israel

Cidadania plena: integradas ao Exército de Israel

Falando de aviões, o trabalho que os pilotos envolvidos levaram a cabo provavelmente se encontra na lista dos mais bonitos já desempenhados pela aviação em qualquer de seus dias, comparando-se em importância a ponte aérea de Berlim, ao resgate de crianças do Vietnam as centenas de outras operações conduzidas através do céu em socorro á vítimas de conflitos e catástrofes naturais por todo o planeta.

A Operação Solomon foi uma perfeita demonstração de perícia técnica, coordenação eficiente do volumoso tráfego aéreo e pilotagem competente.

Um quarto de século se passou...

            Um quarto de século se passou…

 Finalmente , no ano de 2013, pela primeira vez na história , uma bonita moça nascida na Etiópia foi eleita Miss Israel. Yityish “Titi” Aynaw, uma estonteante morena de beleza indiscutível (foto abaixo),  tornou-se o símbolo mais grandiloquente de uma Israel que, além de multi cultural, vem paulatinamente se tornando multi étnica. Um retrato promissor do futuro da humanidade, quando as fronteiras perderão finalmente o seu sentido e talento e graça não conhecerão bandeiras. Ainda havemos de chegar a dias radiosos onde a diversidade há de prevalecer.

A bela história do resgate dos judeus etíopes é uma prova viva e pungente de que a humanidade tem um único destino : a convivência.

Se é verdade que a aurora é o momento mágico onde não conseguimos discernir se quem vem no horizonte é nosso irmão ou nosso amigo,  então nosso dia está finalmente nascendo…

Barack obama cumprimenta Yityish "Titi" Aynaw, Miss Israel 2013. Ela nasceu em Addis Abeba !

Um momento mágico: ante um atônito Shimon Peres, o Presidente  Barack Obama cumprimenta Yityish “Titi” Aynaw, Miss Israel 2013. Ela nasceu em Addis Abeba !

Você também poderá gostar de : http://www.robinsonfarinazzo.com.br/o-maior-dos-dias-da-aviacao-terceira-parte/

Leia “As Leis de Sucesso dos Pilotos de Guerra” gratuitamente em :http://amzn.to/1TnIVft

Posted in Uncategorized and tagged , , , , , , , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *