O MAIOR DOS DIAS DA AVIAÇÃO – PRIMEIRA PARTE

A situação era dramática na Etiópia em maio de 1991. Com o avanço das tropas da Frente Popular Democrática Revolucionária do Povo da Etíopia (EPRDF) sobre a capital Addis Abeba por todos os lados, a comunidade ocidental dava como certa e iminente a queda do ditador Mengistu Haile Mariam. Dado o futuro de instabilidade que se avizinhava, temia-se pelas vidas dos milhares de judeus etíopes (conhecidos como Beta  Israel, ou casa de Israel), os quais, segundo a lenda, habitavam aquele país desde a época do lendário Rei Salomão (cerca de 1.000 anos antes de Cristo).

 

Num gesto profundamente humanitário, governo de Tel Aviv decidiu trazer estas pessoas para a segurança em Israel. Em termos políticos, fazia-se necessário costurar um acordo diplomático que motivasse o cambaleante governo Mengistu a permitir a saída destas pessoas, zelando (na medida do possível) pela segurança das mesmas até o aeroporto e autorizando o delicado pouso das aeronaves de resgate.

2.600 km separam Addis Abeba de Israel

2.600 km separam Addis Abeba de Israel

 

Talvez jamais venhamos a conhecer todos os detalhes dos bastidores desta costura política, mas sabe-se que o Presidente dos EUA à época, George H. W. Bush, teve papel decisivo, exercendo marcante influência diplomática sobre o governo etíope.

Começa, então, uma das histórias de solidariedade mais fantásticas de nosso tempo, e tanto a aviação civil israelense como a sua congênere militar  teriam um papel decisivo ao conseguir retirar 14.325 refugiados da Etiópia apenas 36 horas.

Veja no vídeo a seguir enquanto aguarda a publicação da segunda parte desta epopéia.

Você também poderá gostar de : http://www.robinsonfarinazzo.com.br/o-ultimo-milagre-da-noite/

Leia “As Leis de Sucesso dos Pilotos de Guerra” gratuitamente em :http://amzn.to/1TnIVft

Posted in Uncategorized and tagged , , , , , .

2 Comments

  1. Pingback: O MAIOR DOS DIAS DA AVIAÇÃO – SEGUNDA PARTE | Robinson Farinazzo

  2. Pingback: UMA MENSAGEM ESQUECIDA DE PÁSCOA: AVIÕES, CHOCOLATES E SOLIDARIEDADE | Robinson Farinazzo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *