DEZ ATITUDES PARA UM COMANDANTE DE SUCESSO

Há muito a se dizer sobre a atividade de comandar, mas hoje vamos destacar dez aspectos:

1- Nunca trabalhe contra Você mesmo, qual seja, não tome decisões baseadas puramente em suas emoções negativas e que lhe trarão prejuízos no futuro ;

2- Lembre-se que Você está no jogo para marcar gols, e não para fazer faltas. Ou seja, busque alcançar resultados, e não prejudicar pessoas;

3- Saiba que as pessoas não fazem o que VOCÊ quer. Elas tampouco elas fazem o que ELAS querem. Elas simplesmente fazem o que sabem fazer e pronto.

Portanto meu caro leitor que é CEO, Presidente, Gerente, Comandante ou exerça outro cargo que impõe a tarefa de tomar decisões, se Você deseja que as pessoas façam exatamente o que Você quer, deve cuidar para que elas estejam adequadamente conscientizadas, instruídas e treinadas;

4- Após devidamente orientadas, diga-lhes O QUE Você deseja que elas façam, mas deixe o COMO FAZER por conta delas. Você se surpreenderá com as idéias que aparecerão e ficará satisfeito com os resultados.

Em suma, evite o micro-gerenciamento, pois ele lhe toma muito do seu tempo e gera resistência dos executores, diminuindo a eficiência deles;

5- Perceba que a maturidade é o maior ativo de um chefe. É aquele ponto da vida onde Você toma decisões das quais não se arrepende depois, pois sabe que, embora não tenha decidido por fazer exatamente aquilo que deseja, optou pelo que é menos ruim a ser feito;

6- Saiba entender a diferença que existe entre problema e solução. Conheci pessoas que tinham uma postura emocional negativa tão arraigada que simplesmente acabavam vendo sempre como problema qualquer solução que lhes fosse apresentada. Elas tinham um martelo em suas mãos e por isso achavam que o resto do mundo é prego;

7- Via de regra, Comandantes de sucesso tem o chamado “feeling da melhoria”, qual seja, estão sempre atrás de novas práticas (materiais ou de manejo) que transformam positivamente o ambiente de trabalho, e geralmente tomam conhecimento delas ouvindo as pessoas a sua volta;

8- Ele sempre se faz a pergunta: as pessoas estarão vivendo melhor depois de minhas deliberações ? Quem eu serei depois que tomar estas medidas ? Posso conviver com o custo moral que as conseqüências de minhas decisões trarão ?

9- Comandar de verdade é fundamentalmente um ato de amor, onde se toma decisões sensatas buscando o bem de uma coletividade. Ausente desta equação o amor, a sensatez ou a busca do bem, o comando perde toda sua credibilidade e, com o tempo, sua legitimidade e

10- Por fim, entenda que somos homens de nosso tempo, logo Você não poderá fazer mais do que sua época o permite. Há um limite material e de aceitabilidade de idéias, embora seja muito difícil de identificar quando o atingimos,  de vez que  um bom Comandante sempre vai desejar expandi-lo.

O comandante não faz tudo o que quer, ele faz tudo o que pode.

E para refletir sobre o quanto é importante deixar as pessoas a vontade para fazerem o trabalho delas, deixamos Vocês com um vídeo curto, porém sensacional, do professor Mario Sergio Cortella, um dos melhores palestrantes do Brasil.

Você também poderá gosta de:

http://robinsonfarinazzo.com.br/comando-e-solidao-mas-nao-pode-ser-solitario/

Posted in Uncategorized and tagged , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *