COMO A FORÇA AÉREA DOS ESTADOS UNIDOS VALORIZA O SEU PESSOAL

 A matéria a seguir aborda as Leis  número 207 e 208 do Livro “As Leis de Sucesso dos Pilotos de Guerra”, de Robinson Farinazzo.

A  USAF (United States Air Force,  Força Aérea dos Estados Unidos) possui em seu inventário alguns dos melhores , mais caros e eficientes aviões e helicópteros do mundo .

Mas a sua liderança sabe que estas aeronaves não são o seu ativo mais importante.  Eles já entenderam muito bem que o maior patrimônio daquela Força é o seu pessoal, isto é, os homens e mulheres que voam, operam e dão manutenção a estas máquinas.

Desta forma,  sempre procuram reconhecer o mérito de sua gente, sendo pródigos na distribuição de medalhas e condecorações. Estes prêmios podem parecer um simples pedaço de metal a primeira vista, mas motivam as pessoas a fazerem coisas inimagináveis, além de inspirar a Lei número 207: Em time que está ganhando não se mexe. Só se estimula, excita e engrandece! Melhore o que já está bem através de uma política positiva de premiações e recompensas. Busque a perfeição organizacional investindo nas pessoas. DIGA A ELAS COMO  VOCÊ AS ACHA IMPORTANTES !!!!

Secretary of the Air Force Deborah Lee James presents the very first Nuclear Deterrence Operations Service Medal to 1st Lt. Victoria Fort, a missile combat crew instructor from the 91st Missile Wing at Minot Air Force Base, North Dakota, during Air Force Global Strike Command’s 2014 Global Strike Challenge, Nov. 5. This milestone recognizes the importance and unique demands of the nuclear deterrence mission and the dedication of the Airmen who perform it. (U.S. Air Force photo/Senior Airman Benjamin Gonsier)

Medalhas e mascotes: reconhecimento e humanidade!

Em algumas unidades estimula-se a “adoção” de um mascote, como um cachorro ou gato. A presença destes animais humaniza o ambiente militar e traz para as bases aéreas a recordação da atmosfera do lar que ficou distante na América, além de fortalecer a  união dos soldados,  de vez que todos se sentem responsáveis por cuidar dos pets.

Mascotes também conferem identidade com a instituição, aproximando valores e amplificando a interação. Eles envidam a relação emocional das pessoas com o trabalho. E nos ensinam a Lei número 208: Estratégias e estruturas podem ser copiadas, mas as pessoas não, pois elas trazem consigo inteligência, conhecimento, sabedoria e experiências de vida que são únicas. Vamos nos lembrar de uma frase do jogador Michael Jordan (abaixo) que ilustra bem esta lei:

“Com talento ganhamos partidas; com trabalho em equipe e inteligência ganhamos campeonatos.”

Staff Sgt. Ron Davis, a KC-135 Stratotanker boom operator with the 507th Air Refueling Wing at Tinker Air Force Base, Okla., keeps the boom steady while refueling a U. S. Navy F/A-18F Super Hornet over the waters of Hawaii July 20, 2010, during the Rim of the Pacific Exercise. RIMPAC, the world's largest maritime exercise, is a biennial event which stresses interoperability among the 14 nations participating in the exercise. The tanker is staging out of Joint Base Pearl Harbor-Hickam, Hawaii. (U.S. Air Force photo/Tech Sgt. Cohen A. Young)

Aviões e equipamentos podem ser copiados: comprometimento e dedicação não

 Se Você gostou desta matéria, de uma olhada no livro “As leis de Sucesso dos Pilotos de Guerra”, clicando no ícone da Amazon acima a direita ou  acessando http://www.amazon.com.br/Leis-Sucesso-dos-Pilotos-Guerra-ebook/dp/B01BUPHEE8/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1456577927&sr=8-1&keywords=robinson+farinazzo

Posted in Degustação Livro and tagged , , , , , , , , , , , .

2 Comments

  1. Pingback: PORQUE É IMPORTANTE FAZER PARTE DO GRUPO “AVIAÇÃO, INOVAÇÃO & GESTÃO” | Robinson Farinazzo

  2. Pingback: PARA ONDE VAI A AVIAÇÃO MILITAR ? | Robinson Farinazzo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *